358 estabelecimentos são fechados no Ceará em fiscalizações do decreto no fim de semana

Em todo o Ceará, no último fim de semana, 358 estabelecimentos foram fechados temporariamente por descumprimento ao decreto estadual contra a disseminação da Covid-19. Entre a sexta-feira (12) e o sábado (13), equipes da Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e da Polícia Militar fiscalizaram 1.122 locais. Além dos fechamentos, dois estabelecimentos foram interditados e 11 foram autuados.

Apenas em Fortaleza, no mesmo período, 14 estabelecimentos foram interditados – seis na sexta e oito no sábado – por violação dos decretos municipal e estadual de enfrentamento à Covid-19, segundo a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).

Com auxílio da Inspetoria de Proteção Ambiental (Ipam), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMFor), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Polícia Militar de Meio Ambiente (BPMA), a Agefis realizou 30 fiscalizações, seis autuações e 12 notificações.

Medidas mais duras até quarta-feira (17)

Até a próxima quarta-feira (17), o Estado terá outras medidas para evitar aglomerações e desrespeito aos protocolos sanitários, com o cancelamento do feriado de carnaval.

Seguem proibidas festas e eventos comemorativos. As barracas de praia só podem abrir até às 15h e as atividades de parques aquáticos estão suspensas.

A determinação é decorrente do aumento de casos e mortes da Covid-19 e da preocupação com a nova variante do vírus – que já teve três casos confirmados no Estado. 

Conforme a Agefis, haverá fiscalização fixa em pontos típicos de aglomeração, como Praia dos Crush, Praia de Iracema, Avenida Beira-Mar, Largo da Mocinha, Mercado dos Pinhões, Dragão do Mar e Gentilândia.

Outras duas equipes devem atender denúncias e percorrer a cidade fiscalizando o funcionamento dos estabelecimentos.