Início Economia Antecipação de recebíveis: apoio na retomada econômica após período crítico da pandemia

Antecipação de recebíveis: apoio na retomada econômica após período crítico da pandemia

Todo e qualquer empreendedor visa lucro e sucesso para o seu negócio. Atualmente, inúmeras empresas estão em retomada econômica após os primeiros impactos da pandemia, na tentativa de encontrar soluções para retomar o fluxo de caixa e dar prosseguimento às suas operações. Uma das melhores soluções encontrada é a antecipação de recebíveis, tanto para desconto de duplicatas, como a antecipação de cartão de crédito.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) o crescimento desta modalidade de crédito é o maior desde 2013, atingindo seu pico em março de 2020, no início da pandemia, seguindo em ascensão e contribuindo para a reestruturação de negócios prejudicados nesses dois anos pandêmicos.

A antecipação de recebíveis tem sido uma das opções que oferece mais vantagens para o empresário. Trata-se de uma linha de crédito que permite que as empresas adiantem o recebimento de suas vendas a prazo, podendo assim, usar no presente, um dinheiro que só chegaria no futuro. Essa modalidade de crédito pode servir para quitar dívidas, e até gerar fluxo de caixa.

Atualmente, conseguir crédito para fazer sua empresa crescer é fundamental. Por isso, a procura por crédito no Brasil teve um crescimento de 29% no ano de 2020. Com o aumento dessa procura, inúmeras soluções surgem no mercado, dentre elas podemos citar: financiamentos; crédito para capital de giro; peer to peer; cooperativas de crédito; microcrédito; crédito para empresas BNDES; financiamento coletivo; antecipação de recebíveis.

Para o empresário do ramo de tecidos José Fernandes, a antecipação de recebíveis salvou seu negócio no momento mais crítico da pandemia. “Antecipar o recebimento dos valores, das vendas à crédito da loja, foi o respiro que eu precisava para não precisar desistir do meu negócio. A pandemia causou uma queda brusca no meu faturamento, uma situação imprevisível que fez com que muitos empresários fechassem as portas”, relembra Fernandes.

As instituições financeiras que oferecem antecipação de recebíveis cobram taxas sobre o valor adiantado às empresas. No caso, esse valor adiantado é uma modalidade de empréstimo, para que o negócio em questão, possa aplicar esse dinheiro, enquanto seu lucro que foi parcelado vá entrando em caixa. Assim, posteriormente, o empresário quita sua dívida com a instituição financeira. E embora existam várias opções de aplicar dinheiro no seu negócio, a antecipação de recebidos ganha espaço em vantagens e ainda torna o processo menos burocrático.

De acordo com Economista e Diretor de Crédito e Operações da CDP Capital Renato Aguiar, as operações de antecipação de recebíveis vêm ganhando novos canais para contratação, além das tradicionais operações de desconto bancário. Como por exemplo, as FACTORING’S, FIDC’S e FINTECH’S, veículos que vêm crescendo bastante com o processo de digitalização da economia, devido à agilidade na aprovação do crédito, facilidade da contratação, taxas competitivas e/ou vantagens fiscais para as empresas interessadas na obtenção de recursos, a partir da antecipação de contas a receber.

“Além disso, com o recente advento das registradoras, em processo de implantação no Brasil, uma espécie de “cartório digital” para esses recebíveis, essa modalidade vai ganhar um forte aliado, a partir da possibilidade do registro desses recebíveis, proporcionando a redução de fraudes, o fracionamento de carteiras com vários credores/instituições, inclusive de créditos originados através de vendas parcelas via cartões de crédito. O que proporcionará uma maior competição no mercado por esses ativos, com a consequente redução nas taxas e custos dessa modalidade”, explica o economista.

A empresa também pode optar por diferentes tipos de antecipação. Tudo vai depender das necessidades imediatas de capital, que podem ser parcial: não antecipa todas as parcelas futuras, apenas uma ou algumas; integral: antecipa todas as parcelas; pontual: feita para uma venda única; automática: para recebimentos periódicos (diários, quinzenais ou mensais).

Estúdio Ao vivo
Sair da versão mobile