Apagão na Arena Castelão foi causado por curto-circuito em estação de energia, diz secretaria

Apagão no Castelão | Foto: Reprodução

A Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) disse, nesta segunda-feira (11), que o apagão na Arena Castelão, durante a partida entre Fortaleza e Palmeiras, foi causado por um curto-circuito na estação da Enel, que danificou os geradores do estádio. No entanto, a fornecedora de energia contesta.

“A Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informa que a falta de energia no jogo entre Fortaleza e Palmeiras, na Arena Castelão, ocorreu devido a um curto-circuito na estação de energia da Enel, o qual afetou as instalações do estádio e danificou os geradores da Arena, que não ligaram após a queda de energia”, disse a Sejuv.

A partida foi encerrada aos 44 minutos do segundo tempo, com empate sem gols entre os times.

Após a queda de energia, houve brigas entre torcidas organizadas do Fortaleza, com cadeiras sendo arrancadas e muita correria.

Segundo a Sejuv, durante a manutenção a área foi isolada e a energia no local foi restabelecida ainda na noite de domingo (10).

“A equipe de manutenção isolou toda a área para restabelecer o funcionamento do gerador. O jogo foi encerrado, pois o conserto excedeu o período de 30 minutos estipulado pelo regulamento para o retorno do jogo. Ainda na noite deste domingo (10), a energia foi restabelecida na Arena Castelão”, falou a Sejuv.

No entanto, a Enel disse que às 19h50 deste domingo a Arena Castelão ficou sem energia e, às 19h52, a rede que atende o estádio foi religada novamente

Ainda de acordo com a Enel, o fornecimento não foi normalizado imediatamente devido a um defeito interno no disjuntor geral, “de responsabilidade do cliente”, no caso, o Governo do Ceará.