Início Destaque Após fala de Fachin, Bolsonaro diz que Forças Armadas não querem ‘atacar...

Após fala de Fachin, Bolsonaro diz que Forças Armadas não querem ‘atacar as urnas’

Bolsonaro rebate Edson Fachin - Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) respondeu às declarações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, nesta quinta-feira (12), afirmando que as Forças Armadas não querem atacar as urnas eletrônicas. “Eu não sei de onde ele está tirando esse fantasma de que as Forças Armadas querem interferir no processo eleitoral”.

Bolsonaro ressaltou que a instituição foi convidada para participar do comitê de transparência eleitoral por meio de uma portaria publicada pelo então presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. 

“O senhor [Fachin] pode revogar a portaria. Enquanto a portaria está em vigor, as Forças Armadas foram convidadas. Eu, como chefe supremo das Forças Armadas, determinei que prossigam nessa missão. Não existe interferência, ninguém quer atacar as urnas eletrônicas, atacar a democracia, nada disso. Ninguém está incorrendo em atos antidemocráticos, pelo amor de deus”, disse Bolsonaro. 

Nesta quinta-feira (12), o ministro Fachin falou que “quem trata de eleições são forças desarmadas”. O ministro também disse que “nada e nem ninguém vai interferir no processo eleitoral”. 

O presidente classificou a declaração como “descortês” e assegurou que as Forças Armadas vão continuar “fazendo o seu trabalho”.

Estúdio Ao vivo
Sair da versão mobile