Barcelona demite o diretor esportivo Eric Abidal

O ex-jogador francês Eric Abidal foi demitido do cargo de diretor esportivo do Barcelona, anunciou o clube espanhol nesta terça-feira (18), um dia após a demissão do técnico Quique Setién.
“O FC Barcelona e Eric Abidal chegaram a um acordo para rescindir o contrato que unia ambas as partes. O clube expressa publicamente a sua gratidão a Abidal pelo seu profissionalismo, empenho e dedicação (…)”, indicou um comunicado da equipe catalã divulgado nesta terça.

Esta decisão ocorre três dias após a histórica derrota do Barcelona por 8 a 2 para o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões, na sexta-feira em Lisboa.

“Esta é a primeira decisão no âmbito de uma ampla reestruturação do time principal, que será feita a partir do consenso entre a atual secretaria técnica e o novo treinador, que será anunciado nos próximos dias”, anunciouo Barça na noite de segunda.

“A partir da próxima semana vamos tomar decisões, algumas delas já tínhamos pensado antes da Liga dos Campeões e vamos executá-las”, avisou Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, na noite de sexta-feira, após a eliminação na Liga dos Campeões.
Ex-lateral da seleção francesa (67 jogos) e ex-jogador do Barcelona (2007-2013), Eric Abidal, de 40 anos, foi nomeado diretor esportivo do clube do clube espanhol há dois anos, substituindo Roberto Fernández.
Alvo de críticas desde janeiro, Abidal não conseguiu concretizar o projeto esportivo catalão.
Depois de Setién, o dirigente é o segundo a pagar pelos efeitos da campanha catastrófica do Barcelona nesta temporada, a primeira sem títulos desde 2007.
Abidal foi o principal responsável pela demissão do ex-técnico Ernesto Valverde, substituído por Setién em de janeiro passado.
Junto com outros dirigentes, o francês visitou Xavi, treinador do Al Sadd do Catar, para oferecer-lhe o cargo do então técnico Valverde, mas o ex-jogador do Barça  rejeitou o convite.
Outra polêmica envolvendo o ex-lateral da seleção da França ocorreu no dia 6 de fevereiro, quando o astro Lionel Messi saiu de seu silêncio habitual e publicou uma mensagem no Instagram pedindo ao então diretor esportivo que “assumisse suas decisões” e “desse nomes”, após uma entrevista em que Abidal afirmou que a saída de Valverde foi motivada por problemas causados pelos jogadores do Barcelona.