Brasil vai comprar 46 milhões de doses da CoronaVac

Segundo informou a Agência Brasil, após reunião com governadores nesta terça-feira o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, assinou um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.
De acordo com o Ministério da Saúde, este é mais um passo na estratégia de ampliar a oferta de vacinação.
O ministério já tinha acordo com a AstraZeneca/Oxford, que previa 100 milhões de doses da vacina, e outro acordo com a iniciativa Covax, da Organização Mundial da Saúde, com mais 40 milhões de doses.
Somadas, as três vacinas – AstraZeneca, Covax e Butantan-Sinovac – representam 186 milhões de doses, a serem disponibilizadas ainda no primeiro semestre de 2021.
Segundo o ministro, as doses serão distribuídas em todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações.
O Brasil chegou a 154.837 óbitos para a covid-19 de acordo com o balanço do Ministério da Saúde.
O número de casos desde o início da pandemia do novo coronavírus atingiu 5.273.954.