Carmelo Neto entra com ação na justiça para barrar nomeação de Ilário Marques na prefeitura de Fortaleza

O vereador de Fortaleza, Carmelo Neto (Republicanos), informou que protocolou na justiça estadual uma Ação Popular pedindo que sejam tomadas providências para impedir a nomeação do petista e ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques, ao cargo de titular da Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza.

O vereador, que forma a bancada de oposição ao prefeito José Sarto (PDT) na Câmara Municipal de Fortaleza, postou um vídeo nas suas redes sociais nesta quarta-feira (12) onde dá detalhes sobre a medida. 

Confira o vídeo: Carmelo Neto

Carmelo afirma no vídeo que a ação é baseada no artigo 149 da Lei Orgânica do Município. Lei que prevê a vedação de nomeação para cargos, função ou emprego de natureza comissionada de poderes do município, pessoas que tiverem suas contas relativas ao exercício de funções desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou que tenham sido condenados em ação de improbidade administrativa.

“Hoje ingressamos com uma ação na justiça estadual pedindo liminarmente a sustação do ato que nomeia Ilário Marques novo secretário do município de Fortaleza. Isso fere princípios da moralidade, da legalidade na gestão pública, isso é imoral”, diz o vereador.

O político lembra de ações protocoladas na Justiça contra o prefeito. “Ilário é condenado por improbidade administrativa, teve suas contas reprovadas pelo TCE quando era prefeito de Quixadá e é acusado pelo MPCE de comandar um extenso esquema de corrupção na terra dos monólitos”, afirma.

“Sarto entrega de mão beijadas para ele uma secretaria com orçamento de quase R$ 40 milhões”, complementa.

A nomeação de Ilário Marques na Prefeitura de Fortaleza foi vista como uma manobra política para aproximar o PT, partido que Ilário lidera no estado como um dos nomes mais fortes, aos partidos da base do prefeito Sarto. “Espero que essa nomeação seja sustada o mais breve possível”, concluiu Carmelo Neto no vídeo.