Chefe do Pentágono diz que planeja visitar China ‘este ano’

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, anunciou nesta terça-feira (21) que pensa em visitar a China este ano, depois que Washington acusou Pequim de transformar o Mar da China Meridional em seu “império marítimo”.

“Antes do fim do ano, espero visitar a China pela primeira vez em meu cargo de secretário da Defesa para melhorar a cooperação em áreas onde temos interesses comuns”, afirmou Esper em um seminário on-line organizado pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS).

Além disso, Esper disse que espera que sua viagem sirva para “estabelecer os sistemas de comunicação de crise necessários” e reforçar as intenções dos Estados Unidos de “competir abertamente no sistema internacional”, ao qual todos os países pertencem, destacou.

O anúncio foi feito poucos dias depois que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, anunciou que Washington considera “ilegais” as tentativas de Pequim de obter recursos na disputada região do Mar da China Meridional.
Os Estados Unidos questionam as pretensões de Pequim naquele mar, também conhecido como Mar do Sul da China, alinhando-se ao Vietnã, às Filipinas e a outros parceiros de Washington na região.

“Estamos deixando claro: as reivindicações de Pequim sobre os recursos de alto-mar ao longo de boa parte do Mar da China Meridional são completamente ilegais, assim como sua campanha de intimidação para controlá-los”, disse Pompeo em nota divulgada na semana passada.

A declaração de Pompeo acrescentou uma nova frente contra a China para o governo de Donald Trump. Diante das eleições em novembro, o presidente retrata, com cada vez mais insistência, a potência asiática como um inimigo de seu país.

Foto: AFP