China cita ameaça de boicotar a Apple

A China poderia boicotar os produtos da Apple no país caso o governo americano proíba o aplicativo chinês WeChat, advertiu nesta sexta-feira um porta-voz do governo de Pequim, em um momento de grande tensão entre as duas potências.

Referindo-se aos Estados Unidos, o porta-voz da diplomacia de Pequim, Zhao Lijian, afirmou no Twitter: “se proibirem o WeChat não existirá nenhuma razão para que os chineses conservem seus iPhone e produtos Apple”.

O presidente americano, Donald Trump, que assinou no início do mês um decreto para proibir o aplicativo de compartilhamento de vídeos chinês TikTok, acusado de espionagem a favor do governo chinês, poderia fazer o mesmo com a plataforma WeChat, muito utilizada na China
O decreto da administração Trump ameaça proibir as transações financeiras de empresas americanas com o WeChat, o que de fato poderia obrigar a Apple a retirar o aplicativo de sua plataforma AppStore.
O WeChat tem 1,2 bilhão de usuários ativos. Em sua maioria são chineses, mas o aplicativo está disponível em 20 idiomas.
Inicialmente era um aplicativo de mensagens instantâneas similar ao americano WhatsApp, mass atualmente o WeChat oferece uma ampla gama de serviços na China, incluindo o pagamento pelo telefone.

Confira a matéria:

Foto: AFP