Ciro diz que não vai abrir mão de sua candidatura para favorecer Lula

Ciro Gomes e Lula | Foto: Reprodução

O pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT), publicou em suas redes sociais que não planeja abrir mão de sua candidatura para favorecer o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele ainda comentou que “Lula nunca venceu, não venceria, nem vencerá no primeiro turno”. 

O ex-governador do Ceará alega que há uma “operação midiática, de puro terrorismo eleitoral, com falsos argumentos técnicos e políticos para uma fantasiosa hipótese” de que o Lula poderia liquidar a eleição sem um segundo turno.

“Sem a minha candidatura, a polarização aumentaria em um momento em que Lula estagnou e [Jair] Bolsonaro se sustenta. Porque a resiliência do genocida é menos ilógica do que aparenta. Ela está fortemente ancorada no antipetismo. Se não fosse assim, por que um presidente que não governa, que não consegue controlar a inflação, o desemprego, a corrupção, a fome e a miséria se mantém competitivo? Unicamente porque a sombra de Lula e do petismo obscurecem o cenário”, argumentou Ciro.

De acordo com duas pesquisas divulgadas nesta quarta-feira (11) pelo Poderdata e pelo Genial/Quaest mostram que Lula, com 42% e 46%; e Bolsonaro, com 35% e 29%, na liderança das intenções de voto para a presidência da República. 

Em ambas as pesquisas, Ciro aparece na terceira colocação com 5% e 7% de preferência pela população.