Desastre Ambiental: Rutura em navio provoca derrame de petróleo ao largo das Maurícias

Uma rutura num navio com bandeira do Panamá, que transportava cerca de quatro mil toneladas de gasóleo e petróleo, provocou um derrame nas águas do arquipélago das Maurícias, anunciou esta quinta-feira (06) o Governo Maurício.
O navio “MV Wakashio”, que navegava da China para o Brasil, encalhou em 25 de julho no sudeste da ilha Maurícia.

“Há uma rutura no navio e há uma fuga de petróleo”, confirmou o Governo Maurício, numa declaração citada pelo jornal local “Le Mauricien”.

O ministro do Ambiente, Kavydass Ramano, adiantou que o Governo fez todos os esforços para retirar a tripulação do navio e que a prioridade agora é evitar que o combustível derramado no mar chegue às praias e lagoas próximas.

O navio de bandeira panamenha pertence à Nagashiki Shipping do Japão e estava vindo da China para o Brasil quando o acidente aconteceu.
A guarda costeira tentou em vão entrar em contato com o capitão do navio por uma hora no sábado à noite para avisar que sua rota parecia perigosa. Quando finalmente os oficiais da guarda costeira chegaram ao capitão, o capitão insistiu que a rota planejada era segura. Poucos minutos depois, no entanto, o navio enviou um rádio às autoridades locais para dizer que o navio havia encalhado em um recife.

Estima-se que o navio transportava cerca de 200 toneladas de gasóleo e 3.800 toneladas de petróleo.

A ilha Maurícia situa-se nas águas do Oceano Índico, a leste de Madagáscar, e é um destino turístico de renome internacional graças às suas praias paradisíacas.

Foto: Reprodução/Internet