Eduardo Girão encaminha ofício à Justiça para investigar superfaturamento em leitos da pandemia no Ceará

Girão encaminha ofício à Justiça - Foto: Reprodução

O senador Eduardo Girão (Podemos) enviou documentos à Justiça solicitando transparência e celeridade nas análises das contas públicas do estado do Ceará durante a pandemia de Covid-19.

O ofício foi encaminhado após investigações da Corregedoria Geral da União (CGU) onde mostram que o Ceará gastou, em média, R$ 1.664 por dia, com leitos de hospitais em 2020 durante a pandemia, enquanto outros estados tiveram um valor médio em torno de R$ 650 no mesmo período.

“Tenho convicção que a verdade e a justiça sempre triunfam, mais cedo ou mais tarde. Depois de tomar conhecimento das investigações da Controladoria Geral da União (CGU), sobre o superfaturamento na saúde do Ceará, encaminhei uma solicitação à entidade para termos acesso a informações da nota técnica que expôs os gastos exorbitantes. O requerimento para a instalação da CPI da Pandemia (de minha autoria) foi baseado em informações como essa e mesmo com a dificuldade enfrentada naquela comissão, a verdade está aparecendo”, afirma o senador.

Documentos para apurar as informações também foram enviados para o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Corregedoria Geral da União (CGU).