Estudantes de escolas públicas vão aprender sobre Cinema de Animação e produzir um curta que terá estreia no 32° Cine Ceará

A ação faz parte do projeto Compartilha Animação, que integra a rede de ações de responsabilidade social desenvolvida pela Enel e que já beneficiou mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado

Estudantes de escolas públicas vão aprender sobre Cinema de Animação e produzir um curta que terá estreia no 32° Cine Ceará | Foto: Divulgação

Segurança no que diz respeito aos cuidados com a rede elétrica vai ser o tema abordado em curta-metragem de animação produzido por jovens estudantes de escolas públicas de Fortaleza. A produção do filme será na oficina da segunda fase do projeto Compartilha Animação, que acontecerá no NUCA – Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC). Será um mês de atividade, de 07 de março a 7 de abril, das 14h às 16h.

Esta etapa é destinada aos dez estudantes selecionados entre os 200 participantes da primeira fase do projeto, que em fevereiro realizou oficinas de animação em cinco escolas públicas de Fortaleza. No NUCA, os selecionados vão ter aulas teóricas e práticas com acesso a equipamentos e programas de computador utilizados em grandes estúdios cinematográficos.

Na primeira aula, um representante da Enel vai realizar uma palestra sobre o tema escolhido para o curta-metragem, que será desenvolvido nesta edição. A produção do filme, que deverá ter até cinco minutos de duração, contará com a orientação do professor Clayton Bochecha.

O curta-metragem terá a estreia na noite de abertura do 32º Cine Ceará, que acontecerá de 25 de junho a 1º de julho de 2022, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado (Secult CE) gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM).

O projeto Compartilha Animação faz parte da rede de ações de responsabilidade social desenvolvida pela Enel, em parceria com a Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), viabilizado pelo Mecenato Estadual do Ceará e conta com apoio institucional do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Cultura (Secult).

Desde o lançamento, em 2007, o projeto realizou ao todo 9 curtas-metragens de animação e já beneficiou mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado.

Clayton Bochecha

O professor de animação já ministrou cursos e oficinas em entidades educacionais como: NUCA – UFC, Fanor, Rede Cuca, Dragão do Mar, Centro Cultural Grande Bom Jardim, diversas ONG’s, festivais e em escolas públicas e particulares. Ele dirige o próprio estúdio de animação o “Bochecha Estúdio” onde produz em animação: peças publicitárias, séries para tv e filmes.