Festival “Curta o Gênero” lança oportunidade de exposição fotográfica

A exposição fotográfica “Contrastes – gênero, tempos, lugares, olhares”, realizada pelo Festival Curta o Gênero, promove temas como: diversidade sexual, direitos humanos, feminismo, e luta antirracista e anti patriarcal. O evento terá sua segunda fase entre 26 e 31 de março. Os interessados expor suas obras na mostra podem se inscrever na convocatória do evento, que ficará aberta até sexta-feira, 5 de março.

Além dessas temáticas, a ideia é que as fotografias tenham conexão com o tema geral do evento, afirma Marcos Rocha, coordenador do festival. Nesta edição, o Curta o Gênero debate “Conexão entre artes, ciência e política para bem viver o presente”.

“É a conjunção dessa perspectiva mais política e de uma perspectiva mais estética”, diz.

Diante do cenário epidemiológico mundial, a exposição Contrastes será adaptada para o formato virtual, e o público poderá conhecer as fotografias por meio de um tour virtual pela mostra, que será disponibilizado em um vídeo publicado nas redes sociais do festival. Durante a experiência, os espectadores também poderão ouvir depoimentos sobre a relação do registro captado com a temática do Festival.  Ao final da transmissão, o público poderá participar de um bate-papo ao vivo com os artistas.

O Festival “Curta o Gênero” apresenta ainda, entre 26 e 31 de março, outras atividades culturais. A programação também contará também com a exposição “Expressões de Gênero”, composta por ilustrações. Junto com “Contrastes”, a mostra integra o primeiro dia do evento. A transmissão online de abertura será iniciada às 19h. Em seguida, o público assistirá pelo YouTube da Fábrica de Imagens a uma peça e uma performance teatral escolhidas por uma curadoria.

Já nos dias 26 e 27 de março, o festival será dedicado somente à música, com a Mostra Cores do Som. A partir das 19h, o público poderá curtir o show de quatro bandas cearenses, cujos nomes ainda serão divulgados pelas redes sociais do evento.

O encerramento do festival será com a Mostra Gênero em Cena, palco da dramaturgia no “Curta o Gênero”, que apresenta espetáculos e performances de artistas e grupos teatrais locais durante os dias 29 e 31 de março.

O evento nasceu em 2012 e, por conta da pandemia, realizará sua primeira edição em formato virtual. Para enfrentar os desafios impostos pelo período de distanciamento social, o festival foi dividido em três momentos. O primeiro aconteceu em outubro de 2020, com realização de seminários e mostras retrospectivas de audiovisual. A segunda etapa acontecerá neste mês, com as mostras artísticas. O encerramento da 9° edição acontecerá em junho, com a Mostra Audiovisual Internacional e o Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança.

“A gente não queria deixar 2020 em branco, então a gente resolveu fazer uma mostra retrospectiva do audiovisual e um seminário. Foram 18 encontros. Virtualmente foi maior do que o presencial”, conta Marcos.

Para ele, o maior desafio foi a necessidade de adaptação ao formato remoto instantânea, pouco utilizada pelos festivais culturais antes da pandemia. Outro fator que pesou na montagem de um evento online foi encontrar estratégias que mantivessem a audiência do público durante horas na frente do computador.

“Ninguém estava muito preparado para lidar com esse universo,  a falta de conhecimento, a mudança na linguagem, eu acho que tudo isso é desafiador. E também um outro desafio que a gente tem sentido também, é com relação a um excesso de produções, de realizações que estão ocorrendo online. Muita coisa acontecendo virtual e o cansaço das pessoas. É complicado você ficar duas horas, três horas, às vezes, na tela de um computador assistindo a algum evento”, relata.

Serviço
Inscrições até 5 de março, pelo formulário abaixo 🔽

Festival Curta o Gênero
De 26 e 31 de março, a partir das 19h, no YouTube. Gratuito. Mais informações no site.

Informações de Diário do Nordeste