Fortaleza e Juazeiro do Norte têm maior número de casos suspeitos de chikungunya do Brasil

Chikungunya no Brasil - Foto: Reprodução

A capital cearense e o Juazeiro do Norte possuem o maior número de casos prováveis de chikungunya no Brasil, conforme dados do Ministério da Saúde. O estudo é referente ao período de janeiro a 11 de junho, publicado no mais recente boletim epidemiológico.

De acordo com o boletim, cinco cidades cearenses estão entre as dez com mais casos suspeitos de infecções por chikungunya. Fortaleza tem 9.392 casos prováveis; e Juazeiro do Norte, 3.670. 

O Ministério da Saúde informou ainda que no primeiro semestre de 2022, de um total de 23 mortes em todo o país, 17 ocorreram no Ceará. Com isso, nosso estado concentra 73,9% dos óbitos.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) registrou 17.954 casos confirmados da doença e 16 mortes até o último dia 11 de junho. As cidades de Juazeiro do Norte e Barbalha, na Região do Cariri, tiveram mais mortes ocasionadas pela doença, totalizando óbitos em cada.