Guerra na Ucrânia piorou crise alimentar global que pode durar anos, alerta ONU

Antonio Guterres (Photo by Michael Gottschalk/Photothek via Getty Images)

A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que a guerra na Ucrânia ajudou a piorar uma crise alimentar mundial que pode durar anos se não for controlada. O secretário-geral António Guterres disse que a escassez de grãos e fertilizantes causada pelo conflito, junto com o aquecimento global e problemas de abastecimento causados ​​pela pandemia “levaram dezenas de milhões de pessoas à insegurança alimentar”.

O secretário-geral pediu que a Rússia permita as exportações de grãos ucranianos, para evitar consequências como “desnutrição e fome em massa, em uma crise que poderia durar anos”.

A guerra na Ucrânia e as sanções econômicas internacionais contra à Rússia interromperam o fornecimento de fertilizantes, trigo e outras commodities de ambos os países, elevando os preços de alimentos e combustíveis, especialmente nos países em desenvolvimento. Juntas, as nações em guerra produzem 30% do trigo do mundo.

Antes da invasão em 24 de fevereiro, a Ucrânia era vista como a “cesta de pão do mundo”, exportando 4,5 milhões de toneladas de produtos agrícolas por mês em seus portos – 12% do trigo do planeta, 15% do milho e metade do óleo de girassol.