Hóspedes acusam funcionários de pousada em Baturité de agressão e ameaças

Funcionários de um hotel foram acusados de ameaça, mal atendimento e agressão no município de Baturité, localizado a 80km de Fortaleza. Stéphanie Hália, de 22 anos, se hospedou com outras 10 pessoas, dentre elas, seu esposo e o filho, no Hotel Cantinho das Flores, e relata que viveu verdadeiros momentos de terror durante a sua estadia no local. O motivo das reclamações vão de ameaças e, até agressão física, que ocorreram no último sábado (3).

Reclamações

De acordo com Stéphanie, os problemas começaram na noite do dia 2 de janeiro, quando o serviço de buffet foi servido e não correspondeu ao pacote adquirido. No dia seguinte, ao utilizar a área externa do hotel para um churrasco, eles foram informados por uma funcionária que o horário limite de uso seria até ás 16h, mesmo havendo uma placa informando que era até ás 22h. O motivo do novo horário limite não foi justificado. Por volta das 19h, eles foram solicitados de reclamações do volume do som que, segundo Hália, estava no horário e decibéis permitido.

Na recepção, a moça e uma amiga pediram para conversar com uma funcionária. Foi quando a discussão teve início:

“Ela não nos deixou falar. Já foi logo dizendo que nós duas éramos duas alteradas, nos chamando de bêbadas e que ela não ia ficar ali não”, conta.

Do lado de fora estava o esposo de Stéphanie, que foi impedido de entrar pelos seguranças do local. A moça ainda relata que um dos garçons que trabalha no local ameaçou o seu marido.

Foram abertos três boletins de ocorrência (BO) e o casal afirma que pretende abrir um processo contra o  estabelecimento.

Pronunciamento do Hotel 

A equipe da Siará News entrou em contato com a rede de hotéis OYO e, no momento do atendimento, fomos informados que a rede não possui mais vínculo de contrato com o local.