Igreja é incendiada em Santiago, após ataque

A Igreja da Assunção, nas proximidades da Praça Itália, em Santiago, foi incendiada no domingo depois de ser atacada por encapuzados em meio a uma grande manifestação pelo primeiro aniversário do início dos protestos no Chile.
A pequena igreja foi o segundo templo a ser atacado durante os atos. Quando a cúpula pegou fogo depois do desabamento da estrutura, vários manifestantes comemoraram.
Ao mesmo tempo, protestos ocorriam ao redor da Praça Itália, rebatizada por manifestantes como ‘Praça da Dignidade’’, para comemorar o dia em que começaram os protestos que forçaram o governo a implementar um plebiscito sobre uma reforma constitucional.
A votação, que acontece no próximo final de semana, decide se o Chile substitui ou não a Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet.
Pesquisas apontam que a opção de aprovar a mudança constitucional deve vencer com mais de 60% dos votos, depois de um ano em que a demanda por um maior bem-estar social ganhou apoio na sociedade.