Imprensa tive acesso limitado na Câmara de Fortaleza após discurso Ronivaldo Maia

Câmara Municipal de Fortaleza limita acesso de jornalistas | Foto: Reprodução

Os profissionais de imprensa tiveram acesso limitado, nesta quinta-feira (28), na Câmara Municipal de Fortaleza, após o discurso do vereador Ronivaldo Maia (PT), que retornava à Casa pela primeira vez após ser acusado e preso por tentativa de feminicídio, o acesso de repórteres ao plenário foi impedido por servidores do Legislativo Municipal. 

Segundo os funcionários da Casa, o protocolo foi a pedido do próprio vereador. No entanto, o parlamentar nega. 

O acesso de jornalistas ao espaço, geralmente, não é limitado, mesmo em momentos quando a circulação de pessoas no local está reduzida, como na para realizar entrevistas com os parlamentares. 

Nesta quinta-feira (28), após o bloqueio da mídia, veículos de comunicação ligados ao poder público ainda assim puderam circular pelo plenário.

De acordo com o regimento interno da Câmara, é função do presidente da Casa, no caso, o vereador Antônio Henrique (PDT), determinar lugar reservado aos representantes credenciados da imprensa. 

No artigo 101 do mesmo documento, é definido que, o acesso ao Plenário, durante as sessões, admite “vereadores, ex-vereadores, servidores em serviço, convidados, e assessores”.