INSS realizará mutirão para reduzir fila do auxílio BPC

O INSS irá realizar um mutirão de análises para diminuir a fila do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência. Outras medidas já foram tomadas para que o instituto previdenciário reduza a fila de mais de 1,2 milhão de pedidos.

De acordo com o INSS, o objetivo do mutirão são as avaliações sociais. Serão realizados agendamentos diários, fora do horário normal de trabalho dos assistentes sociais, além de atendimentos aos sábados. A data para o início do mutirão ainda não foi divulgada.

A análise que dá direito ao recebimento do auxílio é feita pela renda bruta mensal familiar, que deve ser limitada a 25% do salário mínimo por pessoa da família.

Há ainda mais de 500 mil pedidos que dependem do solicitante enviar documentos para serem analisados. Por isso, faz-se necessário o cuidado com o estado dos documentos, os mesmos não podem estar rasurados. Também, exames e laudos devem estar devidamente assinados pelo médico e dentro da data de validade.

Uma das outras medidas para reduzir o estoque é a Central Especializada de análise do BPC para a pessoa com deficiência, com 1.300 servidores para a análise administrativa. O tempo médio de concessão do benefício atualmente é de 98 dias. A expectativa do órgão é reduzir esse tempo para 90 dias até junho.

Também com o objetivo de agilizar a liberação do BPC da pessoa idosa, foi instaurada a análise automatizada pelo Meu INSS. Dessa forma, o candidato ao benefício consegue enviar cópia simples da documentação, sem precisar comparecer à agência com seu documento original.