Justiça dá 15 dias para Prefeitura de Fortaleza e Petrobras se manifestarem sobre ação de suspensão de venda da Lubnor

Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor) | Foto: Reprodução

A Justiça estadual enviou uma intimação à Prefeitura de Fortaleza e à Petrobras para que se manifestem, em até 15 dias, sobre um pedido de suspensão liminar da venda da Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), refinaria que fica no Bairro Cais do Porto.

O pedido faz parte de ação movida pelo vereador Guilherme Sampaio (PT) e pela diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Petróleo do Ceará e do Piauí (Sindipetro). A ação tramita na 4ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza.

A Petrobras anunciou em maio deste ano que assinou um acordo com a Grepar Participações para vender a refinaria Lubnor e ativos de logística associados.

A Lubnor tem capacidade de processamento autorizada de 10,4 mil barris por dia. É uma das líderes nacionais em produção de asfalto, e a única unidade de refino no Brasil a produzir lubrificantes naftênicos.