Médicos dos postos de saúde de Fortaleza paralisam atividades e realizam ato no Paço Municipal nesta quinta-feira

Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza | Foto: Reprodução

Após Assembleia Geral Extraordinária (AGE), no último sábado (14), na sede do Sindicato dos Servidores e Empregada Públicos do Município de Fortaleza (Sindfort), médicos e demais servidores municipais da Atenção Primária à Saúde de Fortaleza decidiram paralisar as atividades por 24 horas. A partir desta quinta-feira (19), a paralisação terá início com uma mobilização em frente ao Paço Municipal, às 9 horas.

Além dos médicos, todos os servidores municipais que atuam nos postos de saúde de Fortaleza, incluindo odontólogos, enfermeiros, técnicos e auxiliares em saúde bucal e enfermagem, também estarão presentes na paralisação, que ocorre após rejeição, por unanimidade, à proposta da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza, que põe fim ao formato da educação permanente e gera perdas de direitos às categorias.

Insatisfação

Os servidores reforçaram a insatisfação com a gestão em relação à falta de valorização dos profissionais da saúde, bem como da precariedade das condições de trabalho. Ainda no início da assembleia, o presidente do Sindicato dos Médicos, Dr. Leonardo Alcântara, falou sobre a importância da unificação das categorias. “Estamos aqui para mostrar à gestão a força da saúde e o quanto é injusto, principalmente nesse tempo atual, esse tipo de movimentação, essa falta de diálogo, esse retrocesso”, ressaltou Dr. Leonardo.

A paralisação dos médicos servidores municipais acontece no Paço Municipal (Rua São José, 01 – Centro), às 9 horas.