Ministério da Justiça faz busca e apreensão no metaverso

Justiça faz operação em metaverso | Foto: Pixabay

Pela primeira vez, o  Ministério da Justiça realizou uma operação no ambiente digital do metaverso e suspendeu canais piratas de comunicação, em operação de combate à pirataria e outros crimes praticados na internet. A operação contou com a pasta da justiça do Governo Federal e com a cooperação com a polícia civil de 11 estados, sendo a primeira ação judicial na América Latina dentro do mundo do metaverso na quarta fase da Operação 404 iniciada no dia 21 deste mês.

Segundo Alessandro Barreto, coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), os “mapas e eventos eram criados no metaverso como forma de promover as plataformas piratas e atrair usuários”. 

De acordo com o site Radio Agência Nacional,  11 pessoas foram presas em quatro estados e foram removidos 266 sites no Brasil, 53 no Reino Unido e seis nos Estados Unidos. Outro resultado da Operação foi a primeira busca e apreensão no metaverso. 

Os criminosos capturavam o sinal fechado de canais de televisão e cobravam para repassá-los para assinantes do serviço de pirataria. O prejuízo causado pelos crimes é de 366 milhões de reais por ano.

Na operação também foram bloqueados mais de 700 sites e aplicativos de streaming ilegal. E removidos mais de 461 aplicativos de música, que tinham milhões de usuários ativos.