Nova presidente da Caixa deve criar comitê para apurar denúncias à Pedro Guimarães

Presidente da Caixa, Daniella Marques | Foto: Reprodução

A nova presidente da Caixa, Daniella Marques, deve criar um comitê para apurar as denúncias de assédio sexual contra seu antecessor, Pedro Guimarães, segundo interlocutores da executiva.

O comitê de crise vai ser interdisciplinar, com especialistas das áreas jurídicas, conformidade, marketing, etc.  O objetivo dessa iniciativa é apurar as denúncias e identificar se outros executivos do banco acobertaram os supostos crimes.

A apuração também tem a função de retirar essa imagem de crise da instiyuição

Também tem a função de isolar a crise, preservar a imagem da Caixa e manter em funcionamento os programas do banco como o Casa Verde Amarela, o pagamento do Auxílio Brasil, entre outros.

A executiva ainda tem que passar pelo comitê de elegibilidade da Caixa antes de tomar posse. Interlocutores de Daniella dizem que ela quer evitar que o episódio paralise o banco, mas também apurar com rigor o caso.