Novo bafômetro usado pela AMC em Fortaleza não precisa de contato físico para detectar álcool - Foto: Divulgação

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) agora utiliza o bafômetro passivo. O novo etilômetro já é utilizado nas blitze durante as operações da Operação Lei Seca.

O bafômetro passivo equipamento contém uma haste de metal que permite detectar a ingestão de bebidas alcoólicas no condutor apenas a partir do sopro.

Este equipamento consegue detectar a presença de álcool apenas pelo ar, sem que o motorista precise encostar em um bocal ou sair do carro. Quando o condutor está embriagado, o equipamento emite uma luz ou indica no visor. Ainda de acordo com a AMC, a expectativa é que a nova tecnologia possa otimizar o número de testes de alcoolemia.

Um levantamento da AMC aponta que 9.906 condutores se submeteram aos testes de alcoolemia até o mês de outubro deste ano. Deste total, foram 68 testes positivos e 559 recusas, que é um indicativo de ingestão de álcool.

O álcool é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidentes de trânsito. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o condutor que desrespeitar a lei, com pelo menos um copo de cerveja, tem três vezes mais chances de morrer em decorrência de um acidente do que um motorista sóbrio.