O maior adversário na decisão é mental, diz técnico Abel Ferreira

Montevidéu (AFP) – O técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, considerou nesta sexta-feira que o maior adversário que seus jogadores terão na final da Copa Libertadores 2021 contra o Flamengo, neste sábado, será a própria cabeça. Para o treinador português, num jogo deste calibre, em que vai se consagrar o melhor clube do continente americano, “30% é tático” e “outros 70% vêm daqui”, disse, apontando para a sua têmpora em coletiva de imprensa.”O maior adversário de amanhã está dentro de cada um de nós”, disse ele, antes de acrescentar que o maior pedido dos seus jogadores é que sejam “fiéis ao seu jogo” e que o façam “de forma coletiva”. O técnico do atual campeão da América, cuja equipe buscará o terceiro troféu da Libertadores de sua história, acrescentou que espera que sua equipe se concentre e tenha consciência do momento que viverá. Eu quero que eles estejam “focados do primeiro ao último segundo, que desfrutem, proporcionem um grande espetáculo”.Ao seu lado, o meia Felipe Melo, seguiu a mesma linha e afirmou que “98% dos jogadores que atuam na América do Sul dariam tudo para estar aqui”, disputando a final do principal torneio de clubes da região. Após a coletiva, o Palmeiras realizou o reconhecimento do campo no estádio Centenário, na capital uruguaia, palco do esperado confronto. O Flamengo fez o mesmo antes de também se apresentar aos jornalistas.