Início Cuidados “O povo brasileiro é forte e não tem medo do perigo”, diz...

“O povo brasileiro é forte e não tem medo do perigo”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro torna a criticar as medidas de isolamento social como forma de conter a disseminação do novo coronavírus. Ele disse que o  “povo brasileiro é forte e não tem medo do perigo”. Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa, o Brasil ultrapassou as 200 mil mortes pela covid-19.

Bolsonaro disse que fez um apelo aos governadores e evidenciou que, segundo ele, sem apresentar dados, “a política de fechar tudo e ficar em casa não deu certo”. “Os mais vulneráveis são velhos e com comorbidades, o resto precisa ir trabalhar.”

“Reformulem essa política e entendam cada vez mais que o isolamento, o lockdown, o confinamento nos leva para a miséria. Eu sempre disse, lá atrás, que a economia anda de mãos dadas com a vida. A vida sem recursos e sem emprego torna-se muito difícil”, afirmou.


Bolsonaro também celebrou dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) desta quinta-feira, 28 de janeiro, que indicam a criação de 142 mil vagas de trabalho com carteira assinada em 2020 no Brasil. 

Sem dar detalhes, o presidente ainda ressaltou que o governo comprará qualquer vacina aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Horas antes, o Ministro do Turismo, Gilson Machado, havia dito que Bolsonaro foi “estrategista”. Segundo ele, o presidente “só falou da vacina quando a Anvisa liberou”.

No entanto, Bolsonaro já havia feito menções ao imunizante em outras transmissões ao vivo e em conversas com apoiadores, em que questionava a eficácia da vacina e ainda afirmava que não compraria o imunizante produzido pelo Instituto Butantan.

Leia também:

Estúdio Ao vivo
Sair da versão mobile