Obra de Botticelli pode ser vendida a US$ 80 milhões em NY

Uma pintura de Sandro Botticelli pode render até US$ 80 milhões, um recorde para esse mestre renascentista italiano, em um leilão em Nova York marcado para janeiro – anunciou a casa de leilões Sotheby’s, nesta quinta-feira (24).
A tela, em mãos privadas, retrata um jovem de cabelos compridos segurando um medalhão, cuja identidade é desconhecida. Especialistas acreditam que possa se tratar de um amigo próximo da poderosa família Florentine Medici.
O quadro se situa nos anos mais prolíficos do artista, no final do século XV, quando o papa Sisto IV o convidou para ajudar a decorar a Capela Sistina, em Roma. Durante este período, ele produziu algumas de suas obras mais famosas, incluindo “O Nascimento de Vênus”.
“Este Botticelli é muito mais espetacular, em todos os sentidos, do que qualquer coisa que vimos chegar ao mercado”, afirmou o vice-presidente da Sotheby’s, Christopher Apostle.
“Diz tudo sobre a cultura florentina e sobre aquele momento do Renascimento, quando tudo muda fundamentalmente no pensamento, na arte e na literatura do Ocidente”, acrescentou.
Apesar de sua antiguidade, a pintura foi preservada de forma imaculada e exibida em vários museus.
A última vez que trocou de mãos foi em 1982, quando um colecionador particular comprou a tela por US$ 1,3 milhão.

Foto: Reprodução