“Offshore é uma faca. Pode ser usada para o bem ou para o mal”, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (23) aos parlamentares, sobre sua empresa offshore, que mantém nas Ilhas Virgens Britânicas. De acordo com o ministro, ela é “absolutamente legal” e “usada para o bem”.

Paulo Guedes também ressaltou que não entrou no governo por “oportunismo”, ou seja, para ter acesso a informações privilegiadas. Ele disse ainda que poderia ter feito isso anos antes, no governo de Tancredo Neves, por exemplo, quando recebeu um convite para compor o Ministério da Fazenda, porém, Tancredo morreu e não chegou a tomar posse.

“O offshore é uma faca. Pode ser usada para o mal, para matar uma pessoa. Ou para o bem, para cortar uma laranja. Tudo é declarado no Imposto de Renda anualmente. Não é algo que está escondido. Essa é uma narrativa política mentirosa”, afirmou.

As declarações do ministro ocorreram durante audiência pública nas Comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) e de Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados.