Os tipos de espaços públicos com circulação proibida a partir de hoje no Ceará; confira

Após o novo decreto estadual de nº 33.936, assinado na quarta-feira (17) pelo governador Camilo Santana, a fiscalização e controle do uso de espaços públicos será intensificada para garantir o respeito às medidas definidas.

De segunda a domingo, entre 17h às 5h, está restrita a utilização de uma série de espaços públicos. A medida deve seguir em atividade até dia 28 de fevereiro, data em que o decreto é encerrado.

Conforme o secretário executivo da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado  e coordenador do Plano de Retomada da Economia do Ceará, Flávio Ataliba, a medida foi tomada para evitar aglomerações e o deslocamento de pessoas nesses espaços, “porque isso é fonte de transmissão do vírus”. 

Das 17h às 5h, durante todos os dias da semana, fica proibida a utilização dos seguintes espaços em todos os 184 municípios cearenses:

  • Praias
  • Calçadões
  • Areninhas
  • Praças

 Acesso às praias 

  • O acesso às praias está proibido conforme o horário apontado em decreto. Porém, segundo o secretário Flávio Ataliba, as barracas e restaurantes privados localizados nas praias podem funcionar até 20h durante a semana
  • “No caso do final de semana, restaurantes e alimentação funcionam até 15h, então (as pessoas) não poderiam utilizar barraca de praia depois das 15h”, detalha o titular da Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado.

Calçadões

  • Calçadões, incluindo os da praia, não podem ser utilizados a partir das 17h. “É sempre importante entender que, pelo menos nos próximos dias, deve-se evitar que as pessoas se aglomerem, de alguma forma, em espaços que tenham muitas pessoas”, explica Flávio.

Areninhas e Praças

  • Da mesma forma, as partidas de futebol, os jogos e outras atividades em praças e “areninhas” não podem ser realizadas
  • O decreto recomenda também que se evite qualquer evento que possa gerar aglomeração ou risco de contágio da Covid-19.

“Toque de Recolher”

Além das medidas de restrição em espaços públicos, o decreto também inseriu o “toque de recolher”, limitando a circulação de pessoas entre as 22h às 5h. Após esse horário, apenas atividades essenciais têm autorização para seguir de portas abertas.

Nos fins de semana, restaurantes devem abrir até às 15h, enquanto o comércio, incluindo shoppings, encerram o expediente às 17h.