Peixes têm variação de até 217% no preço na Semana Santa em Fortaleza

Preço dos peixes sobem no feriado da Semana Santa | Foto: Reprodução/Prefeitura

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nesta quarta-feira (13), uma pesquisa com preços de produtos típicos para a Semana Santa, e identificou diferença de preços, entre os peixes de até 217%.

A dica do Procon para o consumidor é pesquisar e avaliar entre peixes frescos e congelados, qual a opção que atende a necessidade. 

O levantamento foi realizado entre os dias 28 de março e 11 de abril, e está disponível no portal da Prefeitura de Fortaleza.

Na pesquisa, foram coletados preços em todas as regionais da Capital cearense, como nos Mercados Públicos de Messejana e São Sebastião e, ainda, nos Mercados dos Peixes da Barra do Ceará e do Mucuripe.

O peixe mais barato no levantamento é o quilo congelado do palombeta ou pilombeta, que pode ser encontrado de R$ 8,49, no bairro Dias Macedo. Já o peixe mais caro está na Aldeota, onde o quilo do bacalhau foi encontrado de R$ 149,99.