Período eleitoral aquece setor gráfico

Impressão de cartazes, adesivos, santinhos, jornais e folders fazem com que o período eleitoral aqueça o setor gráfico. Fernando Hélio, diretor comercial da Sobral Gráfica e Editora, diz que o ano eleitoral pode aumentar o seu faturamento em até 50%, em média.

“A demanda por divulgação utilizando o impresso aumenta bastante, principalmente porque não é possível levar a mídia digital na hora da votação. É muito importante entender como utilizar a mídia imprensa ao seu favor, quais regras devem ser seguidas e como organizar o orçamento disponível”, avalia Fernando Hélio.

Além de oferecer o serviço gráfico, a Sobral tem movimentado suas redes sociais, utilizando o espaço para promover lives sobre esse assunto e tirar dúvidas sobre o que é permitido no período de campanha.
De acordo com a Justiça Eleitoral, o conteúdo do material é de responsabilidade do candidato, mas é importante que as gráficas fiquem atentas para exercer também um papel educativo ao se depararem com um material inapropriado.  As gráficas devem guardar os documentos que atestem a prestação dos serviços contratados. Todo material impresso de campanha terá que trazer o CNPJ ou o CPF do responsável pela confecção, bem como de quem o contratou, e a respectiva tiragem.
Sobral Gráfica e Editora
@sobralgrafica / www.sobralgrafica.com.br

Foto: Divulgação