Lavanery Campos e Bolsonaro - Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (9), uma comitiva organizada pela Anamaco participou de um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília. Entre os presentes, estava o presidente da ACOMAC- CE, Lavanery Campos.

Na ocasião, foi entregue a Bolsonaro a comenda Pá Dourada, homenagem concedida durante o Prêmio Anamaco 2021, realizado em setembro último, em São Paulo. Na data, por questões de agenda de urgência, o presidente não pôde comparecer ao evento para receber o prêmio que homenageia o Operário Número 1 da Construção. Uma manifestação da Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção para aquele que decretou o nosso setor como essencial desde o início da pandemia de Covid 19 no Brasil.

“Foi um momento sinceramente emocionante para nós e, para o presidente, foi o reconhecimento de que foram muitos os benefícios gerados pelo decreto que deu importância ao comércio dos materiais que elevaram as condições de melhorias no funcionamento da infraestrutura de hospitais, postos de vacinação, supermercados, farmácias, posto de combustíveis, estradas e tantos outros impreterivelmente importantes para o povo Brasileiro. O funcionamento do matcon manteve empregos e empresas. Durante o encontro, também entregamos um troféu que referência a cidade de Ceil’andia, para a primeira-dama Michele Bolsonaro e um livro sobre o Hospital do Amor leva o nome dela e que recebeu apoio da Anamaco para a construção e operação”, ressaltou Lavanery Campos.

Também integraram a comitiva, Geraldo Defalco e Waldir Abreu, respectivamente, presidente e superintendente da Anamaco, Daniele Alonso, presidente da Acomac Centro Oeste Paulista, Carlos Aguiar, presidente do Sindmac DF, Mateus Carvalho, presidente da Acomac DF, José Wenceslau Júnior, vice-presidente Adm. da Acomac MT, Paulo Machado, presidente da Febramat, e o deputado Federal, Capitão Augusto (PL – SP), líder da Frente Parlamentar do Comércio de Material de Construção.