PT expulsa Ronivaldo Maia do partido por atropelar mulher em Fortaleza

Vereador Ronivaldo Maia | Foto: Reprodução

O Partido dos Trabalhadores (PT) no Ceará decidiu expulsar o vereador Ronivaldo Maia, que é acusado de tentativa de feminicídio em novembro de 2021. A votação foi de 27 votos pela expulsão e 26 pela suspensão do parlamentar.

Durante a votação, houve um empate de 26 a 26, com isso o presidente do partido no Ceará, Antônio Filho, deu o voto de Minerva.

Reunião do PT | Foto: Reprodução

“Por 27 a 26, o diretório decidiu pela expulsão do vereador. Houve um empate e meu voto desempatou. O diretório acolheu o parecer e o mesmo está em segredo de justiça, mas a decisão foi pela expulsão”, disse Antônio Filho.

Ronivaldo Maia foi preso em novembro de 2021 por atropelar uma mulher e está solto desde fevereiro deste ano, após conseguir um habeas corpus.

De acordo com um documento apresentado pelo MPCE em dezembro de 2021, o vereador estava discutindo com a mulher no interior de um veículo, quando ela desceu e puxou o limpador de para-brisa do carro, nesse momento, Ronivaldo acelerou.

A mulher foi socorrida por familiares e o vereador foi preso por policiais em um posto de combustíveis no Conjunto Ceará.

O vereador foi levado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza. A Polícia Civil foi até o hospital para onde a mulher foi levada e realizou investigações para identificar testemunhas do fato.

Maia foi denunciado por tentativa de feminicídio, cometido no âmbito de violência doméstica contra mulher, por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.