Rússia e Ucrânia terminam novas negociações com novas exigências

Rússia e Ucrânia terminam novas negociações com novas exigências | Foto:Reprodução

Mais uma rodada de negociações entre as delegações da Rússia e Ucrânia ocorreu nesta terça-feira (29) em Istambul, na Turquia. A reunião terminou sem um acordo definitivo, mas com avanços. De acordo com o representante ucraniano, Mykhailo Podolyak, uma proposta de neutralidade foi apresentada em troca de garantias de segurança. As negociações continuam nesta semana.

Na reunião, também foi discutido um possível cessar-fogo e situação da Crimeia.  Um membro do ministério da Defesa da Rússia anunciou que o país diminuirá “drasticamente” as atividades militares perto de Kiev e Chernihiv.

Podolyak explicou que a neutralidade da Ucrânia poderia ser alcançada após a garantia de segurança internacional e que outros países podem ser envolvidos para garantir o acordo. 

Este acordo garantiria que a Ucrânia não se junte a alianças militares ou hospede bases militares estrangeiras. 

A Ucrânia também pediu em sua proposta, consultas sobre o território da Crimeia, que foi juntada pela Rússia em 2014 pelos próximos 15 anos.

O negociador russo, Vladimir Medinsky, disse que a conversa entre as delegações foi produtiva e que as demandas ucranianas seriam levadas para conhecimento do presidente, Vladimir Putin.