Síndrome gripal: atendimentos em UPAs disparam e batem recorde, em Fortaleza

O número de procura por atendimentos devido a síndrome gripal registrados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Fortaleza continua subindo neste mês de dezembro e disparou na última semana. 

Em média, 1.888 pacientes são atendidos diariamente. Os números são os maiores desde que a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) passou a divulgar dados sobre síndromes gripais no serviço público.

O aumento de casos ocorre em meio a dois alertas sanitários: a chegada da variante ômicron do coronavírus ao Ceará e a série de surtos de Influenza A H3N2 registradas em diversos estados do país; no Ceará já foram confirmados 40 casos.

Os dados no IntegraSUS não especificam por quais vírus as síndromes gripais são provocadas.