Sub-variantes da Ômicron podem escapar de anticorpos de vacinas, aponta estudo

Sub-variante da ômicron do novo | Foto: Reprodução

As sub-variantes BA.4 e BA.5 da variante ômicron, do novo coronavírus, conseguem escapar dos anticorpos de pessoas que já se infectaram por Covid-19 e aquelas que já receberam a dose de reforço da vacina, conforme novos dados de pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard.

No entanto, a vacinação contra a Covid-19 ainda fornece proteção substancial contra formas graves da doença. Os fabricantes de imunizantes estão trabalhando na atualização de vacinas contra as variantes.

Os níveis de anticorpos neutralizantes que uma infecção anterior ou vacinação provocam são várias menores contra as sub variantes BA.4 e BA.5, da Ômicron, em comparação com a cepa original do novo coronavírus, de acordo com a nova pesquisa publicada nesta quarta-feira (22).

As sub variantes BA.4 e BA.5 causaram cerca de 35% das novas infecções por Covid-19 nos Estados Unidos na semana passada, acima dos 29% da semana anterior, de acordo com dados compartilhados pelo CDC.

Essas novas cepas de disseminação mais rápida registrada até o momento, devem dominar a transmissão da Covid-19 nos Estados Uinidos, Reino Unido e no resto da Europa nas próximas semanas, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Com informações da CNN.