TikTok vai destinar US$ 200 milhões para remunerar seus astros

O TikTok irá dispor de um fundo de 200 milhões de dólares para remunerar diretamente alguns dos criadores que publicam vídeos em sua plataforma, anunciou a empresa. A rede social, conhecida por seus vídeos casuais, artísticos e de humor, viu sua popularidade explodir durante o confinamento causado pela pandemia de coronavírus, especialmente entre os jovens.
O fundo estará dotado, inicialmente, de 200 milhões de dólares, anunciou a empresa, segundo a qual o dinheiro será distribuído em breve entre os criadores. Para se candidatar à verba, os pré-requisitos são ter mais de 18 anos, contar com um número mínimo de seguidores e publicar com frequência vídeos que cumpram as regras da plataforma.
“Nossos criadores poderão se beneficiar de ganhos adicionais que ajudem a recompensar o cuidado e a dedicação que empregam para se conectarem de forma criativa com uma audiência que se inspira em suas ideias”, diz o comunicado do TikTok.
Adquirir e manter criadores que atraem um grande número de seguidores tornou-se um desafio para as redes sociais, que disputam a atenção dos usuários. O YouTube, por exemplo, permite aos criadores que ultrapassam algumas metas, como número de assinantes e horas de visualizações, adicionar anúncios ao seu conteúdo, para lucrarem a partir de seus vídeos.
Até agora, o TikTok tem seguido o modelo do Instagram, em que os criadores podem publicar vídeos patrocinados, mas não existe um programa de remuneração direta deste porte. A rede social de vídeos não especificou quantas pessoas estão qualificadas a receber o dinheiro, tampouco a quantia que será destinada às mesmas.
A decisão deverá ajudar a empresa a fortalecer seus laços com alguns dos criadores que se tornaram conhecidos em sua plataforma, mas cuja fama atual supera os limites do aplicativo. Muitos deles conseguiram contratos publicitários e apareceram em capas de revistas.
O TikTok pertence ao grupo chinês ByteDance e tem cerca de 1 bilhão de usuários.

Foto: Reprodução