Trump descarta acordo sobre TikTok se grupo chinês conservar o controle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou nesta segunda-feira (21) que não aprovará um acordo sobre o TikTok se o grupo chinês dono do popular aplicativo conservar o controle controle.
Trump foi questionado em uma entrevista ao canal Fox News sobre a possibilidade de a empresa chinesa ByteDance conservar 80% das ações e respondeu que se as empresas americanas Oracle e Walmart não tiverem um “controle total”, não vai aprovar um acordo.
Trump indicou que Oracle e Walmart “têm uma associação” para o TikTok e destacou que “terão um controle total”.
A rede social TikTok está sob ameaça de proibição nos Estados Unidos – onde tem mais de 100 milhões de usuários. Washington acusa a empresa, sem apresentar provas, de espionagem a favor do governo de Pequim.
No sábado, o popular aplicativo, muito voltado para o mercado jovem, confirmou um projeto para criar uma associação com a Oracle como sócio tecnológico e com o Walmart como aporte comercial para os Estados Unidos.
A empresa passaria a ter o nome TikTok Global, com sede nos Estados Unidos, e empregaria 25.000 pessoas, destacaram Oracle e Walmart em outro comunicado.
A Oracle poderia comprar 12,5% do TikTok e o Walmart 7,5% antes de uma futura entrada na Bolsa de Nova York, prevista para 2021.
Uma fonte consultada pela AFP afirmou que a ByteDance conservaria o restante do capital, mas como a empresa chinesa tem 40% de participação de americanos, então a maior parte do aplicativo estaria nas mãos dos Estados Unidos.

Foto: Reprodução