Twitter pede desculpas por colaboração de funcionários em ataque de hackers

A rede social Twitter reconheceu neste sábado (18) que os hackers que acessaram as contas de personalidades e figuras políticas o fizeram graças à “manipulação bem-sucedida de um pequeno número de funcionários”.
Segundo o comunicado da empresa, os hackers tinham como alvo 130 contas e conseguiram acessar 45 graças ao “uso de ferramentas acessíveis apenas às equipes de suporte internas”.
Os afetados pelo ataque incluíram políticos, como o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, o ex-presidente Barack Obama, e também grandes empresários como Jeff Bezos, fundador da Amazon; Elon Musk, chefe da Tesla; e Bill Gates, fundador da Microsoft.

O Twitter também admitiu que o que aconteceu é um golpe na confiança de seus usuários e prometeu apoiar “todos os esforços feitos para levar os responsáveis à justiça”.

Aparentemente, o objetivo do ataque era econômico.
Os hackers enviaram mensagens das contas acessadas para incentivar os usuários do Twitter a doar criptomoedas bitcoins com a promessa de obter o dobro da quantia.
De acordo com sites especializados que registram trocas de bitcoins, foram enviados cerca de 100.000 dólares por esse mecanismo.

Confira a matéria:

Foto: AFP